English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

VOCAÇÃO

Já pensou alguma vez que você é chamado a se comprometer com o Reino de Deus aqui na terra? Já pensou em comprometer-se com o próximo de algum jeito particular? Já pensou que esse jeito pode ser o
do Carmelo?


domingo, 31 de agosto de 2014

Vocação do Catequista


Neste mês de Agosto dedicado às vocações, celebramos neste Domingo e rezamos pelas vocações catequistas. Eles e elas que se dedicam gratuitamente a ensinar e anunciar o Cristo e seu Evangelho as crianças e jovens, mostrando a cada um a cada uma aquilo que tem de melhor em si mesmo. O catequista é o garimpeiro do ouro escondido no coração de cada cristão, com sua dedicação faz cada um conhecer sua dignidade de filhos e filhas de Deus. Partilhamos esta linda passagem que nos ensina como reconhecer em nós o verdadeiro valor que temos.


Descobrindo a nossa Dignidade de Filhos de Deus.

- Venho aqui, mestre, porque me sinto tão pouca coisa, que não tenho forças para fazer nada. Dizem-me que não sirvo para nada, que não faço nada bem, que sou lerdo e muito idiota. Como posso melhorar? O que posso fazer para que me valorizem mais?

O mestre, sem olhá-lo, disse:

- Sinto muito meu jovem, mas não posso te ajudar, devo primeiro resolver o meu próprio problema. Talvez depois. 

E fazendo uma pausa, falou:

Image result for fotos de aneis de ouro de homem- Se você me ajudasse, eu poderia resolver este problema com mais rapidez e depois talvez possa te ajudar.

- C...claro, mestre, gaguejou o jovem, que se sentiu outra vez desvalorizado e hesitou em ajudar seu mestre. O mestre tirou um anel que usava no dedo pequeno, o deu ao garoto e disse:

- Monte no cavalo e vá até o mercado. Devo vender esse anel porque
tenho que pagar uma dívida. É preciso que obtenhas pelo anel o máximo possível, mas não aceites menos que uma moeda de ouro. Vá e volte com a moeda o mais rápido possível. 

O jovem pegou o anel e partiu. Mal chegou ao mercado, começou a oferecer o anel aos mercadores. Eles olhavam com algum interesse, até quando o jovem dizia o quanto pretendia pelo anel. Quando o jovem mencionava uma moeda de ouro, alguns riam, outros saíam sem ao menos olhar para ele, mas só um velhinho foi amável a ponto de explicar que uma moeda de ouro era muito valiosa para comprar um anel. Tentando ajudar o jovem, chegaram a oferecer uma moeda de prata e uma xícara de cobre, mas o jovem seguia as instruções de não aceitar menos que uma moeda de ouro e recusava as ofertas.

Depois de oferecer a joia a todos que passaram pelo mercado, abatido pelo fracasso montou no cavalo e voltou. O jovem desejou ter uma moeda de ouro para que ele mesmo pudesse comprar o anel, assim livrando a preocupação e seu mestre e assim podendo receber ajuda e conselhos. Entrou na casa e disse:

- Mestre, sinto muito, mas é impossível conseguir o que me pediu. Talvez pudesse conseguir 2 ou 3 moedas de prata, mas não acho que se possa enganar ninguém sobre o valor do anel. 

- Importante o que disse, meu jovem, contestou sorridente o mestre. - Devemos saber primeiro o valor do anel. Volte a montar no cavalo e vá até o joalheiro. Quem melhor para saber o valor exato do anel? Diga que quer vendê-lo e pergunte quanto ele te dá por ele. Mas não importa o quanto ele te ofereça, não o venda. Volte aqui com meu anel.

O jovem foi até o joalheiro e lhe deu o anel para examinar. O joalheiro examinou-o com uma lupa, pesou-o e disse:

- Diga ao seu mestre que, se ele quiser vender agora, não posso dar mais que 58 moedas de ouro pelo anel. 

O jovem, surpreso, exclamou:

- 58 MOEDAS DE OURO!!!

- Sim, replicou o joalheiro, eu sei que com tempo poderia oferecer cerca de 70 moedas, mas se a venda é urgente...

O jovem correu emocionado para a casa do mestre para contar o que ocorreu.

- Sente-se, disse o mestre, e depois de ouvir tudo que o jovem lhe contou, falou:
Image result for fotos de pedras de cristais
- Você é como esse anel, uma joia valiosa e única. E que só pode ser avaliada por um especialista. Pensava que qualquer um podia descobrir o seu verdadeiro valor?

E dizendo isso voltou a colocar o anel no dedo.

- Todos somos como esta joia. Valiosos e únicos e andamos pelos mercados da vida pretendendo que pessoas inexperientes nos valorizem.

Jorge Bucay, em “Deixa-me que te conte”
       

 

Amigos de Chiquitunga

No dia 30 sábado os amigos de Chiquitunga se encontraram para uma reunião de aprofundamento e de um conhecimento mais profunda da vida da venerável Ir. Maria Felícia. Partilhamos a foto do grupo.

            Foto de Chiquitunga no Brasil.
            Foto de Chiquitunga no Brasil.


Já saiu o primeiro Boletim de Chiquitunga em português, contendo uma rica biografia para que você possa conhecer melhor esta carmelita que está conquistando cada vez mais os corações dos brasileiros. Quem desejar adquirir temos exemplares na portaria de nosso Carmelo.

               Foto: Já saiu o primeiro Boletim de Chiquitunga em português, contendo uma rica biografia para que você possa conhecer melhor esta carmelita que está conquistando cada vez mais os corações dos brasileiros. Se quiser adquirir um boletim, envie-nos o seu endereço postal por inbox. Distribuição gratuita.



quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Intenção Missionária Agosto - Setembro

Partilhamos como sempre com todos vocês a intenção missionária dos meses de Agosto e Setembro. Que possam tiver bom fruto deste tema e rezar por estas intenções sendo missionários pela oração.


O cenário social e religioso das intenções missionárias

Fr Ciro García, ocd

As intenções missionárias dos meses de agosto e setembro são de fundo social e religioso. Revelam por uma parte a preocupação da Igreja pelos refugiados, pelos os doentes, os deficientes mentais (intenção missionária geral); a Igreja faz suas "as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens do nosso tempo, sobretudo dos pobres e quantos sofrem" (GS 1). Por outra parte, manifesta seu compromisso evangelizador, que nesta se concretiza no anúncio da fé no continente da Oceania; assim como no serviço aos pobres e aos que sofrem, que incumbe a todos os cristãos (intenção missionária particular).
Explanaremos brevemente cada uma destas intenções, que põe a vivo a fé e o serviço missionário dos cristãos:
 
1.               Para que os refugiados obrigados a abandonar suas casas por causa da violência, sejam acolhidos com generosidade e sejam respeitados em seus direitos
 
Hoje existem no mundo mais de cinquenta milhões de refugiados; um número que excede o da segunda guerra mundial. Bento XVI, em sua mensagem para a Jornada Mundial do Migrante e do Refugiado (12 de outubro de 2012) assinala que os fluxos migratórios são "um fenômeno que impressiona devido às suas grandes dimensões, pelos problemas sociais, econômicos, políticos, culturais e religiosos que suscita, pelos desafios dramáticos que levanta às nações e a comunidade internacional."
O Papa Francisco em sua visita a Lampedusa (08 de julho de 2013) denunciou a insolidariedade mundial frente a situações dramáticas de sofrimento e morte de muitos imigrantes. "Neste mundo da globalização caímos na globalização da indiferença. Acostumamos-nos ao sofrimento do outro, não tem haver conosco, não nos importa, não nos diz respeito! »
Sua visita quis despertar as consciências, chamar a atenção dos responsáveis políticos e animar as associações religiosas e humanitárias em sua generosa dedicação para resolver as inúmeras situações de emergência levantadas pelo fenômeno migratório em nosso novo contexto social e cultural.

2. Para que os cristãos na Oceania anunciem com alegria a fé a todos os povos do continente

A segunda intenção missionária particular do mês de agosto centraliza-se na evangelização do continente da Oceania, iniciada já no século XVI. A população das ilhas abraçou o Evangelho, como um formidável símbolo no céu noturno, onde o Cruzeiro do Sul continua a ser sinal luminoso das bênçãos de um Deus que todos abraça. A atual geração de cristãos esta chamada a realizar uma nova evangelização, que coloca grandes desafios, porém abre também novos horizontes.
Na Oceania já não são fáceis nem a manutenção dos valores tradicionais da família nem a formação continuada na fé, como reconhecia a exortação apostólica A Igreja na Oceania de 2001: "As sociedades tradicionais têm que lutar para manter a sua identidade, enquanto se põem em contato com as sociedades ocidentais secularizadas e urbanizadas, e com a crescente influência cultural dos imigrantes asiáticos".
Para resolver esta situação é necessário o fortalecimento da fé e um sentido de abertura que permita assumir os dons que trazem os imigrantes e novos membros da comunidade, sem perder sua própria identidade e rico patrimônio cultural das ilhas do Pacífico.
3. Para os deficientes mentais recebam o amor e a ajuda de que necessitam para levar uma vida digna
Esta primeira intenção geral do mês de Setembro responde a Jornada Mundial do Doente. A sociedade que não atende adequadamente seus enfermos se desumaniza. A intenção missionária nos ajuda antes de tudo a refletir sobre a situação dos doentes mentais no mundo.
Em muitos países não existe uma política de saúde mental definida. Além disso, a persistência do conflito armado, a sucessão de grandes catástrofes naturais   propagação do terrorismo, além de causar um número impressionante de mortos, originam muitos traumas psíquicos, as vezes difícil de recuperar. Além disso, em países com alto desenvolvimento econômico a crise de valores morais influi negativamente na origem de novas formas de mal-estar mental. Dá-se também o fato de que o contexto social nem sempre aceita os doentes mentais com suas limitações, por isso há dificuldades para encontrar os recursos humanos e financeiros necessários.
No entanto são muitos os que de diferentes maneiras e em diferentes níveis, promovem o espírito de solidariedade e se esforçam generosamente no cuidado destes irmãos e irmãs nossos, inspirando-se em ideais e princípios humanos e evangélicos. É um grande incentivo para a nossa sociedade e para as nossas comunidades cristãs. Todo cristão, segundo sua tarefa e sua responsabilidade, é chamado a dar o seu contributo para atender nossos doentes mentais.
4. Para que os cristãos, inspirados na Palavra de Deus, comprometam-se com o serviço dos pobres e dos que sofrem
 
Durante a sua visita (15 de junho de 2014) para a Comunidade de Santo Egídio, no famoso bairro romano de Trastevere, que cuida dos doentes e dos idosos, o Papa Francisco pronunciou umas palavras que refletem o sentido desta segunda intenção missionária especial do mês de setembro. É o serviço aos pobres e aos que sofrem. Por aqui começa a renovação do cristianismo e da sociedade: "A partir do serviço aos pobres e os idosos começa a mudar a sociedade. Jesus diz de si mesmo: "A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular" (Mt 21,42). Também os pobres são em certo sentido "a pedra angular" para a construção da sociedade. "
O papa vê nos idosos, nas crianças e nos jovens sem trabalho as pessoas mais vulneráveis do sistema econômico atual da nossa sociedade. No entanto, o tratamento aos idosos como as crianças é um indicador da qualidade de uma sociedade: "Um povo que não atende a seus anciãos, que não cuida de seus jovens, é um povo sem futuro, um povo sem futuro. Porque os jovens - crianças e jovens - e os anciãos levam adiante a história. Os jovens com sua força biológica; idosos, com sua rica experiência histórica. Mas quando uma sociedade perde a sua memória, o seu futuro é extinto. "
Papa Francisco, a partir da bela Basílica de Santa Maria in Trastevere, nos convida a rezar por esta intenção missionária, mas sem esquecer as periferias humanas e urbanas: "significa escutar e acolher aqui o Evangelho do amor para ir ao encontro dos irmãos e irmãs nas periferias da cidade e do mundo", onde se encontram mais os pobres e os que mais sofrem.

domingo, 24 de agosto de 2014

Domingo da Vocação Leiga


 
Neste mês vocacional lembramos neste final de semana a vocação dos leigos engajados: Liturgistas, ministros da Palavra e pessoas dedicadas no serviço da Igreja.


Nada melhor que homenagear todos estes cristão anônimos que se dedicam com amor no serviço gratuito os “10 conselhos do Papa” para viver feliz. Partilhamos estas palavras sábias de nosso Pastor nosso Papa Francisco.
 
 

1) Viver e deixar viver, primeiro passo para a felicidade.
“Aqui os romanos têm um ditado e podemos levá-lo em consideração para explicar a fórmula que diz: ‘Vá em frente e deixe as pessoas irem junto’.” Viva e deixe viver é o primeiro passo da paz e da felicidade.
 

2) Doar-se aos outros para não deixar o coração dormindo.
“Se alguém fica estagnado, corre o risco de ser egoísta. E água parada é a primeira a ser corrompida.”

3) Mover-se com humildade, com benevolência entre as pessoas e as situações
O Papa usa o termo “remansadamente”, de um clássico da literatura argentina. “No [romance] ‘Dom Segundo Sombra’ há uma coisa muito linda, de alguém que relê a sua vida. Diz que em jovem era uma corrente rochosa que levava tudo à frente; quando adulto, era um rio que andava para frente; na velhice, sentia-se em movimento, mas remansado. Eu utilizaria essa imagem do poeta e romancista Ricardo Guiraldes, este último adjetivo, remansado. A capacidade de se mover com benevolência e humildade, o remanso da vida. Os anciãos têm essa sabedoria, são a memória de um povo. E um povo que não se importa com os mais velhos não tem futuro.”

4) Preservar o tempo livre como uma sadia cultura do ócio.“O consumismo levou-nos a essa ansiedade de perder a sã cultura do ócio, desfrutar a leitura, a arte e as brincadeiras com as crianças. Agora confesso pouco, mas, em Buenos Aires, confessava muito e quando via uma mãe jovem perguntava: Quantos filhos tens? Brincas com os teus filhos? E era uma pergunta que não se esperava, mas eu dizia que brincar com as crianças é a chave, é uma cultura sã. É difícil, os pais vão trabalhar e voltam às vezes quando os filhos já dormem. É difícil, mas há que fazê-lo”.

5) O domingo é para a família.
“Um outro dia, em Campobasso (Itália), fui a uma reunião entre o mundo universitário e mundo trabalhador, todos reclamavam que o domingo não era para trabalhar. O domingo é para a família”.

6) Ajudar, de forma criativa, os jovens a conseguirem um emprego digno.
“Temos de ser criativos com este desafio. Se faltam oportunidades, caem na droga. E é muito elevado o índice de suicídios entre os jovens sem trabalho. Outro dia li, mas não me fio, porque não é um dado científico, que havia 75 milhões de jovens com menos 25 anos desempregados. Não basta lhes dar de comer, há que inventar cursos de um ano de canalizador, eletricista, costureiro. A dignidade de levar o pão para casa”.

7) Cuidar da natureza, amar a criação. “Há que cuidar da criação e não estamos fazendo isso. É um dos maiores desafios que temos.”

8) Esquecer-se rapidamente do negativo que afeta a vida. “A necessidade de falar mal de alguém indica uma baixa autoestima. É como dizer: sinto-me tão em baixo que, em vez de subir, rebaixo o outro. Esquecer-se rapidamente do negativo é muito mais saudável”.

9) Respeitar o pensamento dos outros. “Podemos inquietar o outro com o testemunho para que ambos progridam com essa comunicação, mas a pior coisa que se pode fazer é o proselitismo religioso, que paralisa: ‘Eu converso contigo para te convencer’. Não. Cada um dialoga sobre a sua identidade. A Igreja cresce por atração, não por proselitismo”.

10) Buscar a paz é um compromisso. “Vivemos uma época de muitas guerras. Na África, parecem guerras tribais, mas são algo mais. A guerra destrói. E o clamor pela paz é preciso ser gritado. A paz, às vezes, dá a ideia de quietude, mas nunca é quietude, é sempre uma paz ativa”.

A todos os cristão leigos nossa oração e o desejo que sejam sempre fermento na massa da sociedade contagiando o mundo com seu testemunho de fé e serviço.

sábado, 23 de agosto de 2014

Congresso Teresiano

 
CENTRO DE ESPIRITUALIDADE MONTE CARMELO
 
Nos dias 11 a15 de Agosto aconteceu o Congresso Teresiano Interprovincial no Centro de Espiritualidade Monte Carmelo em Londrina Paraná. Foi um encontro de Irmãs Carmelitas, Freis Carmelitas e leigos associados á Ordem, ordem secular.
O tema do Congresso foi "Com Teresa, guardemos Cristo em nossa vida".

                    
Santa missa de abertura do congresso Teresiano, foi presidida pelo definidor da américa latina e caribe, frei marcos Juchem, frei Cleber, provincial do sudeste e frei Ari, provincial do Carmelo no sul.do Brasil.
A primeira palestra foi por frei Lucas Elias Rodrigues Almeida que esteve estudando na Espanha e voltou com a luz do Espirito e a sabedoria de quem se aprofundou na espiritualidade do Carmelo. Sua palestra tinha como tema: "O Senhor meu! Como parecereis ter determinado que eu me salve" (V 1,8) Tópicos de uma biografia teresiana à luz da História da salvação.
A segunda Palestra foi abordado o tema: "Todas hão de ser amigas, todas se hão de amar, todas se hão de querer, todas se hão de ajudar" (C 4, 7)A comunidade teresiana. O palestrante foi Frei Marcos Juchem Junior definidor da Ordem para a América Latina.
                                   
Frei Francisco Xavier Sansho Fermin Foi um dos palestrantes ele que trabalhano SITES. centro de Espiritualidade Carmelitana da Espanha. Suas palestras tocaram fundo na misericórdia de Deus. A primeira com o tema: "Da sua misericórdia jamais desconfiei" (v 9,7) A ação misericordiosa e gratuita de Deus em Teresa e por meio de Teresa.
A segunda palestra teve como tema: "Espera um pouco, filha, e verás grandes coisas" ( F1,8) A missão do Carmelo no nosso tempo.
Foi organizado um testemunho de uma monja contemplativa falando sobre a santidade de uma  coirmã que está em processo de beatificação, uma missionária que descreveu a situação de injustiça em Sucumbios onde foi expulso Bispo Carmelita e comunidade por trabalharem em favor dos pobres. Também um coordenador da Ordem secular falou sobre como se desenvolve e vivem os leigos engajados no Carmelo dentro do povo de Deus.
Foto de Carmelo Descalço - Brasil Sul.
 Frei Miguel Ángel  Días Granado Falou sobre o tema: "Oração é tratar de amizade, estando muitas vezes tratando a sós, com quem sabemos que nos ama". (V8,5) Proposta de uma pedagogia oracional e uma segunda palestra com o tema: "Na Igreja prometo viver e morrer (7 M conclusão) Experiência interior que adquire largo alcance eclesial.
 
                           
 Falou também com muita elegância e capacidade a Dra. Lucia Pedrosa de Pádua com a palestra "Monja inquieta e Andarilha" e fez uma apresentação do livro Santa Teresa Mística para os nossos tempos.
                          
 
                  
Os participantes eram no total de 150 pessoas.
Uma foto tirada no jardim com todos os participantes
 
 
Com certeza Teresa irradiou sua luz sobre todos e todas.
 
Foto de Carmelo Descalço - Brasil Sul.
 
 
 

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Aniversariando

 
Hoje celebramos com festa e com muito carinho o dom da vida de Ir. Veridiana.
Celebrar a vida e olhar para Deus criador de todas as coisas e sentir o imenso amor que Ele nos tem pois deu a vida para vivermos neste mundo e depois uma eternidade na presença da Santíssima Trindade. Esta é a maior alegria de sermos filhas e filhos de Deus.
Parabéns Ir. Veridiana!
 
 
 
 

domingo, 10 de agosto de 2014

Visitas


Sábado dia 09 tivemos a alegria da visita de um grupo de excursões de Santa Catarina da comunidade da Paróquia de Palmitos acompanhados pelo Pe. Irineu Paetzold. Foi um momento bonito de encontro e cantaram lindas canções para nós e rezamos juntos por todos os pais. Partiram depois para visitar Caaró e as Ruinas de São Miguel.


 
Após este encontro tivemos a visita de nosso prefeito Valdir Andres juntamente com o Sr. Pedro Durigan que veio ver as obras que estamos realizando na reforma da Capela para nos ajudar no que precisamos para este empreendimento.